sexta-feira, 1 de maio de 2009

escrever..

"Quase sempre a lápis em pedaços esparsos de papel, seguindo o curso aleatório de meus devaneios ou de minhas caminhadas"


"A palavra secreta? Não sei é porque a ouso? Não sei porque não ouso dizê-la? Sinto que existe uma palavra, talvez unicamente uma, que não pode e não deve ser pronunciada. Parece-me que todo o resto não é proibido. Mas acontece que eu quero é exactamente me unir a essa palavra proibida. Ou será? Se eu encontrar essa palavra, só a direi em boca fechada, para mim mesma, senão corro o risco de virar alma perdida por toda a eternidade"

"É"

"música"

"poesia"

"sou eu"

"é você"

2 comentários:

zedafeira disse...

Que bonito amiguinha, continue sem vontade de escrever.

sou seu fã

beijão

Paulinha Felix disse...

Parece com escritos "d'além mar".

Parece alguém que rabiscou palavras bonitas apoiada na janela, depois jogou em algum lago europeu.

Parece poesia... É belo!